Coleção Religiosidade Afro-Brasileira

A Coleção de Cultura Material Religiosa Afro-Brasileira é composta por artefatos relacionados principalmente ao candomblé baiano, com predominância de objetos das tradições orubá e fon, a partir de elementos das nações nagô, ketu e jeje.
 
A religião dos Orixás, cultuados originariamente entre os nagô-iorubá (Nigéria/Benin), dos voduns, entre os evê-fon (Togo/ Benin), e dos inquices, na África Banto (Congo, Angola, Zaire, etc.) está ligada à noção de família numerosa, proveniente de um mesmo antepassado que engloba os vivos e os mortos. De acordo com esta procedência africana, os terreiros da Bahia dividem-se em “nações”.
 
Os orixás, voduns e inquices, representam ao mesmo tempo forças da natureza e ancestrais divinizados que, em vida, estabeleceram vínculos que lhes garantiram o controle sobre estas forças, (o trovão, o vento, as águas) ou a possibilidader de exercer atividades (a caça, o trabalho com metais e o conhecimento das propriedades das plantas e de sua utilização), tornam-se perceptíveis aos seres humanos, incorporando-se neles.
 
Durante as cerimônias de evocação, as divindades dançam diante dos seus descendentes e com eles, recebem seus cumprimentos, ouvem suas queixas, aconselham, concedem graças, resolvem suas desavenças e dão remédios para suas dores e consolo para seus infortúnios.